Um novo jeito de ver o mundo

 

Posts:

10/08/2004 ::

RSS


Agora nosso blog possui o padrão RSS para leitura de seus posts em agregadores, os chamados Feeds.
Na verdade o sistema já estava disponível há algum tempo, mas agora passa a ser identificado pelo agregador do browser Mozilla Firefox.
O endereço para colocar em seu feed é http://esporte.blogspot.com/atom.xml

  Por Gustavo Jreige, às 20:11, ::

.....................................................................................................

9/14/2004 ::

Hipismo

No Brasil Rodrigo Pessoa comemora a liderança do ranking mundial
Zurique - O brasileiro Rodrigo Pessoa acabou com a hegemonia de quase quatro anos dos Europeus e assumiu a liderança do ranking mundial de cavaleiros. Ele recuperou a primeira posição graças à medalha de prata conquistada na prova individual de saltos dos Jogos Olímpicos de Atenas. Com 2.727 pontos, está à frente de Ludger Beermaum (2.624) e Marcus Ehning (2.234), ambos da Alemanha.
Rodrigo chegou hoje ao Brasil para cumprir alguns compromissos acertados pelo seu procurador Andre Beck, hoje deu uma entrevista para o canal pago sportv no programa Arena com Cleber Machado.
Rodrigo deve fazer mais alguns programas de tv e antes do final de semana embarca para Bruxelas onde reside.

  Por Andre Sousa, às 20:37, ::

.....................................................................................................

Tênis

Kirmayr é o quinto capitão brasileiro em sete meses
A equipe brasileira da Copa Davis vai trocar novamente de comando para o confronto contra o Peru, pela repescagem do Zonal Americano. Após Ricardo Pereira, é a vez de Carlos Alberto Kirmayr assumir o cargo de capitão do time. O ex-profissional, que foi o treinador na Davis de 1986, tem a quase impossível missão de costurar às pressas um grupo competitivo, capaz de lutar pela permanência do país na segunda divisão.Kirmayr é o quinto técnico diferente a assumir o comando da equipe desde fevereiro, quando eclodiu a crise da Davis. Naquela oportunidade, a Confederação Brasileira despediu Ricardo Acioly e incentivou o boicote dos principais jogadores. Jaime Oncins, conduzido ao cargo, não ficou mais do que duas semanas e sequer dirigiu uma partida. Carlos Chabalgoity foi convocado às pressas para o duelo contra o Paraguai e teve de chamar um time inexperiente em Davis, formado por Alexandre Simoni, Marcos Daniel, Júlio Silva e Josh Goffi. Após a derrota, entregou o posto e foi substituído por Ricardo Pereira. Sem contar com as principais estrelas, o técnico de Leonardo Kirche recrutou apenas juvenis, que pouco puderam fazer contra os profissionais venezuelanos.Ciente da necessidade de se contar com os melhores contra o Peru, que virá reforçado por Luis Horna e Ivan Miranda, Pereira tentou demover Gustavo Kuerten, Flávio Saretta, André Sá e Ricardo Mello do boicote. No entanto, todos mantiveram a opção de não jogar o confronto, devido a divergências com o atual presidente da CBT, Nelson Nastás. Pereira conversou novamente com os juvenis, mas estes também teriam recusado o convite.Sem apoio, Pereira decidiu deixar a equipe na segunda-feira, após reunião com a diretoria da CBT. Sobrou para Kirmayr, coordenador técnico da Confederação, que agora corre contra o tempo para montar um time competitivo. Os convocados para a série contra os peruanos, marcada para a Academia de Tênis de Brasília, devem ser divulgados ainda hoje.Um dos mais expressivos tenistas profissionais brasileiros, Kirmayr viveu seu auge no início dos anos 80, quando atingiu o 33º lugar do ranking mundial. Habilidoso e muito ágil, para compensar a baixa estatura (1m73), chegou a derrotar o norte-americano John McEnroe no torneio de Forest Hills, dois meses antes de o ex-número 1 conquistar seu primeiro Wimbledon, em 81.É o maior duplista brasileiro da história, com 15 finais de ATP e 11 títulos. Ocupou o quinto lugar no ranking mundial da modalidade e formou com Cássio Motta a única parceria nacional a jogar o Masters de duplas de Nova York, em 1983. Além disso, representou o Brasil na Copa Davis por 14 anos consecutivos, obtendo um total de 34 vitórias. Encerrou a carreira em 87 e foi treinador de megaestrelas do tênis, como a argentina Gabriela Sabatini, o francês Cédric Pioline e a espanhola Arantxa Sanchez. Atualmente, dirige também a Kirmayr Esportes, empresa especializada em clínicas e cursos de tênis.
Fonte Uol esportes.

  Por Andre Sousa, às 20:35, ::

.....................................................................................................

9/01/2004 ::

Tênis

Thomaz Koch, quadrifinalista no Us Open de 1963, joga o Citibank Masters Tour em Brasília
Competição acontece de 10 a 12 de setembro no Iate Clube
O tenista Thomaz Koch, que chegou às quartas-de-final do US Open em 1963, mesmo ano em que venceu o Orange Bowl, estará disputando a quinta etapa do Citibank Masters Tour em Brasília, ao lado de outros grandes nomes do tênis brasileiro.
Este é um momento de grandes lembranças para Koch, embora as entidades que comandam o esporte mundial não façam muitas referências aos eventos realizados até o ano de 1968, quando teve início a ?era aberta?.
Mas Koch lembra bem dessa participação no US Open, então jogado em Forest Hills, em quadras de grama. Com apenas 18 anos, chegou às quartas da competição, perdendo para o americano Chuck McKinley, que havia sido campeão em Wimbledon sem perder nenhum set.

?Foi um jogo confuso por que começamos a partida usando tênis normais por que tinham nos dito que não poderíamos jogar com sapatos de prego para não estragar o piso. Mas a grama estava escorregadia e no terceiro set, a organização ficou com medo que o Chuck se machucasse e permitiu que ele entrasse com os sapatos de prego, sem que ninguém tivesse me dito qualquer coisa a respeito. Foi máfé, e eu tinha só 18 anos, estava sozinho e não tinha sapatos de prego ali comigo. Mesmo assim, ainda tive dois match points?.
?De qualquer forma, foi um torneio muito bom para os brasileiros por que eu parei nas quartas, mas o Ronald Barnes chegou à semifinal e a Maria Esther Bueno ganhou o título?, lembrou Koch.

Depois deles, somente Guga chegou tão longe na competição, ficando entre os oito jogadores da chave em 1999 e 2001. Thomaz Koch ainda chegou à terceira rodada do US Open em 1974, quando foi derrotado pelo holandês Tom Okker.

As histórias e lendas do US Open também serão relembradas por outros tenistas que passaram pelas quadras do último Grand Slam do ano nas décadas de 70 e 80 e que estarão em Brasília na disputa do Citibank Masters Tour, como Givaldo Barbosa que disputou o torneio em 79, 84 e 85, Carlos Kirmayr, que esteve lá em 75, 83 e 86 e ainda João Soares, Marcos Hocevar e Roberto Jábali. A data de realização do Masters na capital federal vai coincidir com os jogos finais do Grand Slam e certamente colocará em pauta velhas lembranças.

Além disso, os jogadores estão atrás dos pontos no ranking do Circuito, que garantirá presença no Masters e tem como atual líder Fábio Silberberg e da premiação de R$ 5mil para os campeões e R$3mil para a dupla vice-campeã.

O torneio acontecerá no Iate Clube de Brasília, de 10 a 12 de setembro, com entrada franca para todos os jogos.

O Citibank Masters Tour tem seis etapas mais o Masters. Depois de passar por Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo,o circuito chega a Brasília, depois vai a Porto Alegre e termina com a Grande Final em angra dos Reis.

  Por Andre Sousa, às 20:12, ::

.....................................................................................................

Tênis


Juiz Domingos de Siqueira determina que CBT apresente prestação de contas até o dia 30 de setembro.
Em despacho proferido pelo juiz Domingos Siqueira, a CBT (Confederação Brasileira de Tênis) está obrigada a convocar Assembléia para prestação das contas referente ao ano de 2003 até o dia 30 deste mês, apresentando a documentação contábil para apreciação das federações filiadas, 10 dias antes. Caso deixe de convocar a assembléia, os documentos relativos ao exercício de
2.003 estarão sujeitos à busca e apreensão. O despacho também determina que as federações em situação irregular e que possuam débitos junto a CBT, que os paguem através de depósitos ou ainda, aquelas que não concordarem com o valor estipulado, que depositem em juízo, para que assim, todas tenham condições de voto.

A análise do juiz Domingos Siqueira entende que os motivos alegados pela CBT para adiar as assembléias já não encontram guarida na lei,
uma vez constatada a reincidência dos fatos e o tempo mais que suficiente para que a empresa de auditoria analisasse as contas da CBT e o Conselho Fiscal emitisse um parecer.

Além disso, o juiz lembra, em seu despacho, o fato de que embora tenha garantido renunciar ao cargo, Nelson Nastás não o fez nem dá mostras de que o fará tão cedo.

O MTB espera que desta vez, a lei seja cumprida e a CBT não encontre outros artifícios para adiar novamente a prestação de contas até por que em outubro, termina o ano fiscal de 2004 e outra prestação de contas deverá ser realizada antes da eleição da nova diretoria.

  Por Andre Sousa, às 20:11, ::

.....................................................................................................

8/30/2004 ::

Tênis


Federer derrota Costa na estréia no US OPEN

O tenista suíço Roger Federer, líder do ranking mundial, estreou com vitória no Aberto dos EUA, último torneio de Grand Slam do ano. Federer passou pelo espanhol Albert Costa por 3 sets a 0, parciais de 7-5, 6-2 e 6-4.
Número um do mundo, Federer vence na estréia e agora enfrenta tenista do ChipreCabeça-de-chave número um do torneio, Federer não passou aperto no jogo. Com maior aproveitamento do primeiro serviço, o suíço conseguiu 11 aces, contra apenas um do espanhol. No total, Federer quebrou o serviço de Costa cinco vezes e cedeu seu saque somente em uma oportunidade.Com a vitória, Federer conseguiu desempatar o confronto direto com Costa -que estava em 2 vitórias para cada tenista- e se vingou do resultado da última partida, quando o espanhol o eliminou do Masters Series de Roma de 2004. Costa havia vencido também em 2003, nas quartas-de-final do Masters Series de Miami. Federer levou a melhor em dois jogos disputados em 2001, nos torneios da Basiléia e de Viena.Campeão no Aberto da Austrália e em Wimbledon, dois dos três Grand Slams realizados até agora -o argentino Gastón Gaudio venceu o terceiro, em Roland Garros-, Federer busca em Flushing Meadows seu nono título na temporada de 2004. Costa, 44º do ranking de entradas, ainda não conquistou torneios no ano."Eu sabia que teria que jogar agressivamente e conseguir colocar muitos saques bons na quadra", disse o suíço, que luta para ser o primeiro jogador desde Mats Wilander em 1988 a conquistar três títulos do Grand Slam no mesmo ano.Na próxima rodada, Federer enfrenta o cipriota Marcos Baghdatis, que passou pelo francês Olivier Mutis por 3 sets 1 (2-6, 6-2, 6-1 e 7-5). Federer e Baghdatis nunca se enfrentaram em partidas de torneios oficiais da ATP.O francês Cyril Saulnier precisou de cinco sets para derrotar o inglês Greg Rusedski, com parciais de 6-4, 3-6, 6-1, 3-6, 7-6 (9-7). Saulnier enfrenta na próxima rodada o vencedor da partida entre seu compatriota Nicolas Mahut e o alemão Nicolas Kiefer.
fonte UOL

  Por Andre Sousa, às 20:06, ::

.....................................................................................................

Hipismo



Baloubet pode dar lugar a Harry Potter
Na próxima Olimpíada, o cavaleiro Rodrigo Pessoa poderá contar com a ajuda de Harry Potter para conquistar a esperada medalha de ouro. É que ele já pensa num substituto para o garanhão Baloubet du Rouet, com o qual conquistou a prata nesta sexta-feira, na disputa individual de saltos.


Rodrigo Pessoa exibe a medalha de prata; veja álbum da final de saltosAtenas marcou a despedida do cavalo Baloubet du Rouet, 15, em Jogos Olímpicos. O ginete brasileiro já pensa em um substituto, que poderá ser Uma é Hermes, de 8 anos, sela francesa. Ou a montaria que leva o nome do famoso "mago" do cinema, Harry Potter, e tem 9 anos. Pessoa já vem competindo com esses cavalos nos concursos, tendo bons resultados.Além da prata em Atenas, Pessoa e Baloubet conquistaram a medalha de bronze por equipes, em Sydney-2000. O cavalo ainda obteve três títulos da Copa do Mundo com o brasileiro (1998, 99 e 00)."Baloubet só deve participar de competições por mais dois anos", revelou o cavaleiro, que ainda deverá usar a montaria no Mundial de 2006, em Aachen, na Alemanha.PerdãoPessoa disse ainda que espera que, com a conquista da prata, "o povo brasileiro perdoe Baloubet". O cavalo, marcado pelas três refugadas que acabaram resultando na perda de uma medalha dada como certa em Sydney, teve atuação impecável na final em Atenas, sua despedida em Jogos Olímpicos.Como o conjunto chegou à final com oito pontos perdidos, não poderia cometer faltas na decisão. Pessoa e Baloubet "zeraram" o percurso e entraram na briga por medalha. Só na prova de desempate pela prata, o conjunto brasileiro tocou no último obstáculo. Mas então contou com a sorte, já que a montaria do rival, o norte-americano Chris Kappler, se machucou e não completou o percurso.Neco disse que Nelson Pessoa deve montar Baloubet até 2006, no Mundial de Aachen, na Alemanha, principal centro de hipismo do mundo. Tática foi saltar rápidoSobre a competição que deu a prata a Rodrigo Pessoa, Neco disse que "foi muito sofrida", mas que se manteve otimista. "Quando terminou a primeira passagem, sabíamos que teríamos que tirar a diferença. Mas quando foi armado o percurso da final percebemos que era muito mais forte, o que era bom para o Baloubet."Neco contou que Rodrigo considerou ter deixado o cavalo se aproximar demais dos obstáculos no primeiro percurso, por isso cometeu duas faltas, que lhe custaram oito pontos. "Na minha opinião o cavalo sentiu um pouco abafado com o calor", disse o treinador. "Mas tínhamos confiança no Baloubet e sabíamos que ele poderia zerar o percurso, apesar de ser difícil."Ao relembrar a prova de desempate contra o americano Chris Kappler, na disputa pela prata, Neco revelou uma arma psicológica. "Nós decidimos botar pressão no rapaz e por isso Rodrigo montou muito rápido", conta o treinador. O brasileiro cometeu uma falta, no último obstáculo. "Ainda faltavam dois obstáculos para Kappler quando o cavalo dele mancou, mas eu acho que ele provavelmente cometeria uma falta no final", disse o treinador.Pessoa não terá nem tempo para descansar e comemorar a conquista da medalha de prata. Às sete horas da manhã deste sábado (1h de Brasília), ele viaja para Kiev, na Ucrânia, para a disputa de uma competição, à tarde, com um cavalo emprestado.
fonte UOL

  Por Andre Sousa, às 20:05, ::

.....................................................................................................

8/29/2004 ::

na TV!

Mascote

Os mascotes dessa Olimpíada não pegaram. O mascote criado pela Globo não pegou, nem o do SporTV.
O único que permaneceu até o fim com sucesso foi o Medalhinho, da Band, que, ao som de Margareth Menezes em um tema especial, embalou as conquistas brasileiras no canal.
Parece que, cada vez mais, o que importa é a notícia, a opinião, o fato, e não os adornos da transmissão. Será que as emissoras perceberam isso?

  Por Gustavo Jreige, às 17:56, ::

.....................................................................................................

Encerramento

O Encerramento se encerrou.
Band e Globo transmitiram o evento em rede aberta.
A Globo, que liderava, estava com índices de audência em torno de 18,5 pontos no Ibope, enquanto a Band tinha 6,0, ocupando a quarta colocação, de acordo com dados preliminares.
Bela festa, que dá o sabor que teremos em Pequim, 2008.
Foi uma bela Olimpíada, que a próxima seja melhor.

  Por Gustavo Jreige, às 17:52, ::

.....................................................................................................

Encerramento

O Encerramento está em seu encerramento.
Band e Globo transmitem o evento em rede aberta.
A Globo, que lidera, está com índices de audência em torno de 18,5 pontos no Ibope, enquanto a Band tem 6,0, ocupando a quarta colocação, de acordo com dados preliminares.
Bela festa, que dá o sabor que teremos em Pequim, 2008.
Foi uma bela Olimpíada, que a próxima seja melhor.

  Por Gustavo Jreige, às 17:08, ::

.....................................................................................................

Atletismo

O invasor da Maratona: A CONFIRMAÇÃO

O homem vestindo trajes típicos da Escócia é mesmo Neil Horan, o padre que invadiu o GP da Inglaterra no ano passado.
Ele invadiu o GP com cartazes pregando Paz e a Bíblia. Nessas Olimpíadas, Neil também trouxe uma mensagem, em um cartaz, colado em suas costas.

Veja na foto do UOL:


A Band foi a primeira a notar, comparar e noticiar, dando furo jornalístico. Agora a Reuters confirma.

  Por Gustavo Jreige, às 17:01, ::

.....................................................................................................

Atletismo

O invasor da Maratona: O VEREDITO

O COI decidiu manter a terceira colocação do brasileiro, visto que não há regra referente à situação ocorrida.
O Comitê Olimipico Brasileiro irá recorrer em um comitê mundia de esportes, que fica na Suíça.

  Por Gustavo Jreige, às 16:56, ::

.....................................................................................................

Atletismo

O Invasor da Maratona: A SUSPEITA

A Rede Bandeirantes de Rádio e TV levantou a hipótese de Neil Horan, o padre irlandês que invadiu a pista durante o GP da Inglaterra do ano passado, ser o autor do lamentável fato ocorrido hoje.
Em ambos os casos, o invasor usa trajes típicos da Escócia.
Há ainda a hipótese de que seja um italiano. Está sendo estudado.

Compare:
GP da Inglaterra 2003:


Olimpíadas de Atenas 2004:

  Por Gustavo Jreige, às 16:18, ::

.....................................................................................................

Atletismo

O Recurso

A Prova acabou, o Brasil ganhou Bronze.
Nosso Comitê entrará com recurso para cancelar a prova.
O incidente foi pra história. Agora a briga é no tribunal.
Chega ao fim, de forma triste e vergonhosa, as Olimpíadas de Atenas.
Falta só o encerramente oficial.

  Por Gustavo Jreige, às 14:14, ::

.....................................................................................................

Atletismo

Ridículo

O brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima liderava há mais da metade da Maratona e vinha bem, com 40s de vantagem.
Um cidadão invadiu, tirou ele da pista, segurou, até, depois de alguns segundos, o policial chegar e liberar ele. Assim, o Brasileiro perdeu ritmo e agora ocupa o 3º lugar. Palhaçada. Será que há recurso? Sem dúvida terá que haver uma ação judicial. Absurdo.

  Por Gustavo Jreige, às 14:05, ::

.....................................................................................................

na TV!

Galvão Bueno faz escola

A Band fazia a melhor cobertura das Olimpíadas e vencia na audiência. A Globo estava engessada.
Mas nenhum gesso é definitivo e a Globo se curou: Até Galvão Bueno está menos mala do que o Datena!
A Globo está melhor, dando mais atenção e espaço às Olimpíadas. A Band continua fazendo uma boa cobertura, mas no Vôlei mostra seu "astro".
Esse "astro" se acha o líder da turma esportiva do canal, mas não é.
José Luis Datena estava bem, no começo, narrando os jogos de vôlei, tanto o de quadra quanto o de praia, mas acredito que ele se empolgou demais.
Com frases repetidas, torce demais e irrita o telespectador. Igualzinho Galvão Bueno faz no futebol.
Eu, que sempre preferí a Band, não assisti os jogos finais no canal, por causa do narrador.
Ele se empolgou tanto que acabou se sentindo muito. A "Galera Band Vôlei" (o que é isso? Quem é dessa galera?) acabou sendo odiada por alguns.
Com falta de experiencia, criatividade limitada e arrogância sem fronteiras, Datena não permitiu que alguns esportes que ocupariam alguns segundos do jogo de vôlei entrassem no ar. Foi assim no Hipismo, quando ele não permitiu que vissemos pelo canal o desempate que rendeu prata para Rodrigo Pessoa, alegando que "O Vôlei tem preferência". Nem a tela dividida (um quadro pequeno, com o hipismo, e outro grande, com o vôlei) ele permitiu. Fora as críticas e chamadas ao vivo na produção.
Tá se sentindo o Faustão. Não é atoa que ele gravou piloto pra relançar o Perdidos na Noite...
E nessa, Faustão Bueno Datena irritou e fez a Band perder audiência. E eu que ainda defendia ele...

  Por Gustavo Jreige, às 13:27, ::

.....................................................................................................

Taekwondo

Não foi dessa vez

A brasileira Natália Falavigna caiu na disputa pelo bronze.
Numa disputa sem grandes ataques, uma parecia evitar a outra e a Natália levou a pior.
Adriana Carmona, da Venezuela, venceu por 9 a 4, sendo que a brasileira recebeu uma penalidade (-0,5) e a venezuelana quatro (-2,0).
Fica pra próxima nossa medalha no Taekwondo.

  Por Gustavo Jreige, às 12:05, ::

.....................................................................................................

Taekwondo

Brasileira disputa bronze

Natália Falavigna, que luta na categoria pesado, acima de 67kg, foi muito bem em duas disputas, mas caiu na terceira.
A adversária não era ninguem menos que Chen Zhong, a chinesa que é a atual campeã olímpica.
Chen venceu a semi-final por 8 pontos a 5 e irá para a final.
A brasileira briga, então, pela terceira colocação, agora, nesse monento (vai começar agora, que coincidência).
Mesmo a quarta colocação está ótima para a paranaense estreante em Olimpíadas.
Vale lembrar que Marcel Wenceslau perdeu na primeira disputa e que Diogo Silva perdeu o bronze na categoria Penas.
Que não se repita.

  Por Gustavo Jreige, às 11:53, ::

.....................................................................................................

Handebol

Seleção Feminina consegue a sétima colocação

Nessa madrugada nossa Seleção Feminina de Handebol conseguiu derrotar a Seleção da China, por 26 a 25.
Eu assistí o jogo e fiquei feliz com o que ví.
Mesmo valendo uma posição relativamente baixa, sem poder faturar medalha alguma, nossas meninas jogaram com garra e mostraram qualidade.
As chinesas também foram muito bem e equilibraram o jogo.
O time oriental estava mais violento, porém cometemos mais faltas ocasionando tiro de 7m.
Foi um jogo normal, gostoso de assistir, sem muito nervosismo e com um resultado ótimo para nós.
Sem dúvida, na próxima Olimpíada, ambas as seleções terão resultados mais satisfatórios e alcançarão melhores posições. Estão no caminho certo.

  Por Gustavo Jreige, às 11:47, ::

.....................................................................................................

Ouro!

Vôlei de Quadra

Brasil confirma favoritismo e traz ouro em vitória emocionada

Quem pensou que eu errei dizendo "vitória emocionada" ao invés de "vitória emocionante", se enganou.
A vitória no jogo não foi tão emocionante como no outro jogo em que nossa Seleção enfrentou a Seleção da Itália. Não tivemos muita facilidade, mas conseguimos abrir vantagem e vencemos a arrogância e as provocações italianas, por 3 sets a 1, com parciais de 25-15, 24-26, 25-20 e 25-22.
Com isso, o time liderado por Bernadinho passa a ter o título de campeão em todos os grandes torneios: Olimpíadas, Campeonato Mundial, Copa do Mundo e Liga Mundial.
A emoção fica por conta do time, da garra, da força, da união, da superação. O que dizer de Nalbert, com sua força moral? Do Gustavo, com seu ataque sem erros? Do Giba, do Andre, do Ricardinho e de todos esses grandes jogadores? Uma Seleção carismática encabeçada por um técnico com cara de durão que, ora aos berros, ora calmo, nos conduz à vitória e conquista o público.
Pela primeira vez sentí verdadeiramente o que já estava apontado: O Brasil está pegando gosto pelo Vôlei. No momento da vitória, ouvi comemoração na rua, buzinas passando e fogos completando a festa. Uma final de Copa do Mundo do "novo" esporte nacional.
Tomara que continue, tanto a torcida e o gosto pelo Vôlei, quanto nossa soberania e qualidade nos jogos.
O Brasil tem novos heróis.

  Por Gustavo Jreige, às 11:36, ::

.....................................................................................................

Serviços utilizados BLOGGER.COM Gustavo Jreige/Male/11-15. Lives in Brazil/São Paulo/Poá/Centro, speaks Portuguese. Spends 60% of daytime online. Uses a Fast (128k-512k) connection.